Furto crítico

Para finalmente honrar, o sobrenome da família ladronesca, resolvemos criar uma nova página dentro do blog onde roubaremos alguns dos textos mais interessantes que vemos por aí. Pode ser uma crítica clássica, recém lançada ou nem mesmo um texto crítico mas de qualquer outra alçada. Não importa. Importa, mais uma vez, o empurrão pro debate que talvez esses novos ou consagrados textos possam repercutir. Seja diretamente para os leitores, seja por novos textos nossos aqui mesmo.

A Closed Door That Leaves Us Guessing, de Pedro Costa (2004)

Academic VS Critics, de David Bordwell (2011)

Criticism and Film Studies: a response to David Bordwell, de Chris Fujiwara (2011)

There’s nothing more international than a pack of pimps, uma conversa entre Pierre Clémenti, Miklos Janscó, Glauber Rocha e Jean-Marie Straub intermediada por Simon Hartog (1970)

‘I’m an Outsider. I’m a Monk. I’m Somewhere Else’ – Entrevista com Jonas Mekas, por Stefan Grissemann (2008)

O verdadeiro cinema falado, de Carl Theodor Dreyer (1933)

Que plano é esse?, de Jean-Marc Lalanne (Cahiers du Cinéma nº569)

Notas para uma história do cenário de cinema, de Alberto Cavalcanti (Copenhague, 1950 / Roma, 1956)


Uma resposta para “Furto crítico

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: